jusbrasil.com.br
19 de Outubro de 2021
    Adicione tópicos

    Medidas facilitarão entrada de turistas na VE

    Governo do Estado de Roraima
    há 13 anos

    Representantes do governo de Roraima e de órgãos do governo venezuelano que atuam na área de fronteira se reuniram na quarta-feira (14), em Santa Elena de Uairén, com a finalidade de discutir medidas facilitadoras para entrada de turistas brasileiros no País vizinho.

    Entre as resoluções anunciadas, nesta quinta-feira (15), pelo secretário estadual para Assuntos Internacionais, Sérgio Pillon, estão: a prorrogação até o dia 28 de fevereiro deste ano do prazo para que o condutor que não seja proprietário do veículo possa obter Licença para Trânsito na Venezuela e atendimento preferencial no Posto de Combustível Internacional, que funciona das 8h às 17h nos dia úteis e das 8h às 12h no domingo, mediante apresentação da Licença para Trânsito de Veículos.

    Conforme explicou o secretário, a intenção é facilitar o máximo possível o acesso dos turistas brasileiros à Venezuela, uma vez que o Brasil não tem um acordo oficial sobre turismo com esse País. As medidas incluem ainda um pedido formal para que aumente o número de atendentes na Aduana Ecológica, local que concentra todos os procedimentos burocráticos necessários para entrada na Venezuela, o que deve agilizar os serviços e aumenta o tempo hábil de estada dos turistas em seus destinos.

    O secretário ressaltou que o Governo de Roraima trabalha pelas vias diplomáticas para que a identidade civil passe a funcionar como documento de acesso a qualquer parte do País vizinho, dispensando a obrigatoriedade do passaporte, o que já ocorre na maioria dos países sul-americanos. Também luta para que não seja obrigatório comprovante de propriedade para os condutores de veículos brasileiros entrarem na Venezuela e para que o seguro do veículo seja cobrado proporcionalmente ao tempo em que os brasileiros permanecerem em solo estrangeiro.

    Ao sair do Brasil, o viajante deve ter ciência dos documentos obrigatórios exigidos na fronteira, entre eles, o passaporte para quem vai se deslocar além de Santa Elena, licença para trânsito de veículo na Venezuela e contratação de seguro de responsabilidade civil, que cobre danos causados e sofridos pelo contratante durante o trânsito no País, com validade de um ano, ambos feitos na Aduana Ecológica de Santa Elena, e o cartão internacional de vacina contra Febre Amarela, com data de vacina de pelo menos dez dias antes da data prevista para entrar na Venezuela.

    O funcionamento dos serviços nos postos da Receita Federal e da Polícia Federal no Brasil são das 8h às 14h e das 14 às 18h. Enquanto na Aduana Venezuelana, ele ocorre das 8h às 13h e das 13h às 18h, embora a fronteira permaneça aberta todos os dias da semana das 7h às 22h, horário de Roraima, 21h30 horário venezuelano. A diferença de meia hora no fuso horário deve ser sempre observada pelos turistas para que não haja contratempos em seus trajetos.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)